BLOG

UM LUGAR ESPECIAL PARA INSPIRÁ-LO COM BELOS CENÁRIOS, CURIOSIDADES, EXPERIÊNCIAS DOS VIAJANTES, ALÉM DE DICAS E TÉCNICAS DE FOTOGRAFIA COMPARTILHADAS PELOS RENOMADOS FOTÓGRAFOS DO NOSSO TIME.

Viagem para o deserto do Atacama: Viva uma experiência inesquecível

20 jul 2018 | Por Redação

Quando falamos de viagens pela América do Sul o Chile é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros. A sua proximidade com o Brasil e preços relativamente mais baixos atraem uma grande quantidade de turistas, principalmente quem está iniciando uma jornada de aventuras, viagens e/ou mochilão. Por isso, se você quer conhecer um destino incrível com uma cultura ancestral muito acolhedora, precisa viajar para o deserto do Atacama!

Nós separamos algumas curiosidades para você conhecer um pouco mais o deserto do Atacama e suas peculiaridades. Vamos lá?

Ponto de partida para sua viagem ao deserto: San Pedro de Atacama

San Pedro de Atacama é uma terra de etnias indígenas que carrega uma enorme bagagem cultural com um antigo povoado e ruas de terra. Lá você terá seu primeiro contato com o clima árido do deserto e poderá explorar as atrações locais antes de partir para sua viagem ao deserto do Atacama.

Gêiseres ativos, lagoas e a gastronomia local são paradas quase obrigatórias para os turistas, que também poderão apreciar as vistas privilegiadas de San Pedro de Atacama num passeio de bicicleta pela região.

Melhor época para visitar o Deserto do Atacama

O verão do Atacama vai de Janeiro a Março, entretanto, quem está planejando viajar para o Atacama precisa estar ciente que mesmo nos dias de calor as temperaturas podem baixar consideravelmente durante a noite, com sensação térmica chegando facilmente abaixo dos 10 graus.

Isso acontece porque o verão chileno ocorre no mesmo período que o inverno boliviano, o que faz com que chova bastante durante o período. A chuva pode ser uma excelente oportunidade para turistas observarem paisagens incríveis no Atacama, uma vez que enquanto chove o sal presente no solo acaba levantando e transformando as paisagens em atrações especialmente brancas.

Já o inverno no Atacama também é super atrativo, uma vez que as chuvas são raras, permitindo cumprir os roteiros turísticos sem grandes problemas. Vale lembrar que o inverno chileno é MUITO FRIO, impossibilitando os passeios e mergulhos nas lagoas e piscinas externas dos hotéis.

Apesar de temperaturas opostas ao extremo nas mudanças de estação, não existe um período em que não se deva viajar para o deserto do Atacama, a região recebe turistas durante todo o ano.

O que fazer no deserto do Atacama?

Vale da morte e vale da lua

Apenas 15 minutos de carro partindo de San Pedro do Atacama, os vales apresentam paisagens indescritíveis, dentre as mais belas de toda a sua viagem pelo Atacama. A uma altitude de 2.500m, o local exibe as mais grandiosas e impressionantes esculturas naturais, formadas pela erosão fluvial, chuva, vento e alterações climáticas.

As escaladas as dunas permitem uma visão privilegiada do vale, trazendo a sensação de estar em outro planeta, inclusive com a semelhança observada entre o vale e o planeta vermelho marte.

deserto do atacama

Você poderá fazer excursões breves de meio dia para conhecer os vales ou encarar passeios mais completos a fim de conhecer melhor cada lugar. Quem desejar também poderá fazer parte do trajeto de bicicleta ou a cavalo.

Salar de Atacama

Também localizado a uma altitude de 2.500m, o Salar do Atacama é o terceiro maior do mundo e conta com uma área de 3.000km². Diversas atrações estão disponíveis dentro do Salar, como a observação de flamingos na Laguna Chaxa.

Os passeios e caminhadas em meio ao sal garantem uma experiência incrível, aliada a observação do pôr do sol.

Observação de estrelas e tour astronômico

Ao viajar para o deserto do Atacama você encontrará o céu mais limpo e claro do planeta, graças a altitude e ausência de poluição de luz e nuvens. Por isso, o Atacama é um dos destinos preferidos dos amantes de observação astronômica, onde é possível observar as estrelas, planetas e a lua.

Não à toa o Atacama foi escolhido para abrigar o Observatório ALMA, onde está localizado o maior complexo de radiotelescópios do mundo.

Um dos tours mais empolgantes e mais desejados é o da empresa SPACE, que dura aproximadamente 2h30 e a reserva é bastante disputada. Alguns hotéis também possuem espaço de observação próprios, caso você queira aproveitar.

Geysers del Tatio

Um pouco mais desafiador, a visitação aos gêiseres é feita num local a 4.500m de altitude. Além disso, o frio é outro fator que pesa durante a caminhada, onde frequentemente as temperaturas estão em torno de -10º. Apesar disso, a observação do fenômeno é encantadora e existe a possibilidade de nadar em meios a piscinas de água quente.

viajar para o deserto do atacama

Lagoas do Solar

O deserto do Atacama apresenta uma grande quantidade de lagoas salgadas, boa parte delas são próprias para banho e encantam com a tonalidade azul turquesa, que contrasta com o branco do sal ao redor.

A Laguna Cejar, por exemplo, dizem ter uma concentração de sal maior do que a do mar morto, ou seja, ideal para banho e impossível de afundar.

Passeios diversos

E assim como em diversos destinos pelo mundo, o Deserto do Atacama também possibilidade passeios locais para os turistas.

A cavalgada e o passeio de balão são os que mais se destacam, uma vez que permitem observar todo o território de uma maneira diferenciada.

Cuidados durante a viagem para o Deserto Atacama

O Deserto do Atacama oferece experiências inesquecíveis para todos os públicos. Entretanto, por se tratar de uma zona de altitude, algumas atividades podem ser desconfortáveis para quem não está acostumado.

Lembre-se que você aproveitará melhor a viagem para o Atacama se o seu corpo estiver nas condições necessárias para aguentar os diferentes tipos de experiências. Por isso, uma sugestão é permitir a adaptação do corpo a altitude do Atacama. Você pode começar com atividades nos locais que estão a 2.500 metros de altitude, por exemplo, para sentir a respiração e o desgaste do passeio. Após esse período de adaptação você poderá apostar em experiências mais desafiadoras, como visitar os locais com altitude acima dos 4.000m.

Respeitar os limites do corpo é essencial para aproveitar ao máximo sua aventura no deserto do Atacama. Os hotéis locais também estão atentos a esse detalhe ao indicar excursões para os turistas.

Saiba mais sobre nossa última expedição para o Deserto Atacama.

Gostou das nossas dicas? Continue ligado no blog da OneLapse para mais curiosidades e dicas de viagem.

Redação

Autor:

Redação

O QUE ACHOU? DEIXE SEU COMENTÁRIO: