Uganda | Gorilas e a Fauna do Nilo

18 MAI - 26 MAI 2020


INSCRIÇÕES ABERTAS

A montanha dos gorilas e os surpreendes safáris em meio à fauna do Rio Nilo

A aventura de uma vida. Pode ser épica a jornada para a remota Uganda, nos confins da África Oriental, com a missão de fotografar, cara a cara e em ambiente selvagem, o maior primata do planeta. Pura adrenalina, o privilégio de registrar os fascinantes gorilas-das-montanhas ao final de uma trilha íngreme na floresta fechada entra para a história de todo amante da vida selvagem. Mas não apenas pela experiência alucinante desse encontro ímpar e efêmero, mas por coroar em grande estilo o surpreendente caminho até ali.

 

Às margens do Rio Nilo

Comandada pelo experiente João Marcos Rosa, colaborador de algumas das principais revistas de natureza do mundo, a expedição fotográfica da OneLapse a Uganda encanta desde o pouso em Entebbe, que fica às margens do monumental Lago Vitória, o maior dos Grandes Lagos Africanos. Ele recebe as águas do Nilo, o mítico grande rio que atravessa 10 países e é ladeado por longas extensões de papiros. A sucessão de paisagens permeia toda a viagem a partir da capital Kampala, cruzando povoados, plantações e criações de gado.

 

A pé com os rinocerontes

O primeiro contato com a vida selvagem de Uganda acontece no Ziwa Rhino & Wildlife Ranch e mostra que o país não deve nada à Tanzânia e ao Quênia, vizinhos com o turismo de safáris reconhecido há décadas. O Santuário de Rinocerontes Ziwa protege nada menos que 22 indivíduos que podem ser vistos a cerca de 20 metros, uma vez que têm se acostumado à presença humana. Detalhe que faz toda a diferença: dá para chegar perto deles a pé, e fotografá-los na altura dos olhos (e não do alto do jipe, como nos safáris convencionais).

 

Safári para poucos

Leões, elefantes, búfalos, girafas, hipopótamos. Um desfile impressionante de espécies selvagens das savanas africanas surge quando a road trip chega ao Parque Nacional Murchison Falls. Como se não bastassem tantos animais em um ambiente onde os turistas são raros, a reserva abriga as poderosas cachoeiras formadas pelo Rio Nilo. E o melhor: o safári aqui pode ser feito tanto de jipe quanto de barco, uma vez que as savanas ladeiam o belo curso do rio.

 

Floresta impenetrável

Mas o mais desafiador dos encontros com a natureza selvagem de Uganda está ao Sul, a pouco mais de 2 horas de voo de Murchison Falls. Outras 3 horas de viagem entre singelos povoados em solo firme desvelam outra faceta do país, como suas cênicas plantações de chá. Ao final, a visão tão esperada: as imponentes montanhas do Parque Nacional da Floresta Impenetrável de Bwindi. Trata-se do mais seguro dos três principais pontos de observação do grande primata (os outros são Congo e Ruanda, que sofrem com consequências de conflitos civis).

 

13 famílias de gorilas

Feitas as necessárias recomendações dos guias locais com relação à aproximação cuidadosa dos gigantes da selva, começa cedinho o trekking para seguir os rastros dos gorilas. Os “trackers” da região conhecem de longe as características de cada uma das 13 famílias que habitam a mata – alta, fechada, úmida e frondosa como a Mata Atlântica brasileira. Quando o guia dá, enfim, o sinal de que há gorilas por perto, começa a grande aproximação.

 

Momento fotográfico único

Apenas fotógrafos, e sem mochilas, avançam. Carregadores e equipamentos ficam para trás, para não prejudicar a experiência fotográfica. Acostumados à aproximação com os gorilas, os guias recomendam evitar movimentos bruscos e olhos nos olhos para que os bichos não se sintam ameaçados – especialmente se chegar o Costas Prateadas, macho alfa que comanda cada família. Quando ele surge, colossal, o tempo parece parar. Respire, acalme-se e prepare-se para um registro intenso, complexo e emocionante do maior primata do planeta comendo, brincando, namorando, cuidando dos filhotes – e vivendo apenas mais um dia em casa, na fascinante montanha dos gorilas de Uganda.

Clique aqui e confira a Galeria completa de fotos

CONFIRA OS VALORES E CONDIÇÕES

João Marcos Rosa

National Geographic

João Marcos Rosa é um fotógrafo brasileiro apaixonado pela cultura e vida selvagem. Jornalista por formação, é um dos sócios fundadores da Nitro Imagens e tem especial talento para contar histórias visuais ligadas à biodiversidade e à conservação ambiental.

Desde 2004 é colaborador da National Geographic Brasil, com imagens também publicadas na edição principal da revista nos EUA, além de Espanha e Alemanha. Seus trabalhos ainda podem ser encontrados em revistas como GEO, BBC Wildlife, Terra Mater e já ilustraram campanhas de conservação para Greenpeace, UNESCO, e WWF.

É autor dos livros Harpia (2010), Arara azul Carajás (2015) e Jardins da Arara de Lear (2017). Entre as exposições realizadas estão “Mormaço na Floresta”, exibido na Galeria dos Povos Indígenas em Brasília em 2008 e “Pássaros Brasileiros”, com exibição no Weltvogelpark, na Alemanha, em 2010. Em 2012 levou para a Fotogaleria a Céu Aberto, em Montevidéu, a exposição “Territórios e Encontros” com imagens de seus documentários sobre a fauna brasileira. Em 2016, a convite do Horniman Museum, em Londres, expôs o trabalho “Fauna Brazil” e, nesse mesmo ano, participou da exposição “Brazlilica”,  do St. George’s Hall, em Liverpool.

Vencedor de diversos prêmios, como o World Bird Photo Contest, Itaú/BBA, New Holland Fotojornalismo e Avistar, João Marcos Rosa também tem fotografias emblemáticas publicadas nos livros “Back from the Brink” (CEMEX, 2017), “A Geography of Hope” (CEMEX, 2106), “Facing Extinction” (Birdlife/T&AD poiser, 2010), entre outros.

Clique aqui e saiba mais sobre o Fotógrafo.

DIA A DIA

LEGENDA

  Café da manhã incluído
  Almoço incluído
  Jantar incluído

DIA 1 | ENTEBBE

Chegada ao aeroporto internacional de Entebbe. Recepção e traslado por cerca de 45 minutos até o hotel. A noite, encontraremos com o fotógrafo João Marcos Rosa para um briefing detalhado sobre a viagem. Uganda é um país que surpreendeu já seus primeiros exploradores. Eles ficaram espantados com a beleza, as maravilhas naturais e o povo local. seu povo. Winston Churchill visitou o país e escreveu um livro em 1908 chamando Uganda de “Pérola da África”. A nação é conhecida pelo safári de aventura e uma das principais atrações está ligada ao contato com gorilas e chimpanzés nas florestas de difícil acesso. Na lista de belezas naturais estão ainda vales, florestas, montanhas, lagos, rios e cachoeiras que compõem cenários verdejantes de tirar o fôlego.

DIA 2 | ENTEBBE – PARQUE NACIONAL MURCHISON

Hoje viajaremos durante o dia em direção ao Parque Nacional Murchison, famoso pela sua biodiversidade, incluindo mais de 70 tipos de mamíferos e 450 diferentes espécies de pássaros. O Rio Nilo, que corta a região, atrai diversos animais, como crocodilos, hipopótamos, búfalos, elefantes, leopardos, leões, entre outros. No caminho, visitaremos o Santuário de Rinocerontes Ziwa, onde teremos a oportunidade de fotografar estes raros animais. Seguiremos viagem com o objetivo de fotografar no final do dia as lindas e famosas cachoeiras do parque nacional, caso as condições permitam.

DIA 3 | PARQUE NACIONAL MURCHISON

Hoje o dia será dedicado a explorarmos a região de barco e/ou carro, em busca de landscapes e vida selvagem, incluindo espécies como a ave bico-de-tamanco (shoebill), encontrada apenas nessa região da África, entre outras. Retorno ao lodge no final do dia e pernoite.

DIA 4 | PARQUE NACIONAL MURCHISON

Sairemos bem cedo para aproveitarmos ao máximo o nosso safári matutino. Vamos explorar a região do Lago Albert e o Rio Nilo com toda sua variedade de animais. Girafas, búfalos, leões, elefantes, crocodilos e hipopótamos são algumas das possibilidades que tentaremos documentar. A parte da tarde poderá ser dedicada a fotografar as fantásticas cachoeiras do parque a partir do nosso barco. Retorno ao lodge para pernoite.

DIA 5 | PARQUE NACIONAL MURCHISON – BWINDI

Seguiremos pela manhã ao aeroporto para embarque com destino ao Parque Nacional Bwindi, Patrimônio Mundial da UNESCO e uma das regiões mais ricas em biodiversidade do planeta. Sua floresta se estende por 331 km² na divisa com Ruanda. O principal tesouro do parque e motivo pelo qual viremos até aqui são os cerca de 350 gorilas que vivem em suas montanhas, sendo responsáveis por 50% da população mundial da espécie. Na parte da tarde, quando já estivermos bem acomodados no nosso novo lodge, faremos uma caminhada pelo vilarejo próximo para conhecer melhor a comunidade que vive nos arredores do parque, podendo inclusive encontrar os pigmeus da etnia Batwa, uma das mais antigas tribos desta floresta. Retorno ao lodge e noite livre.

DIA 6 | PARQUE NACIONAL BWINDI – GORILA TREKKING

Hoje tomaremos um café da manhã reforçado para o nosso primeiro dia de trekking pela floresta impenetrável em busca das famílias de gorilas que habitam a região. Antes, encontraremos nosso guia local para um briefing com recomendações detalhadas para um melhor aproveitamento desta atividade. O trekking pode levar de meia hora até 7 horas, dependendo da localização da família de gorilas. Ao encontrarmos os enormes e gentis animais, ficaremos 1 hora junto a eles buscando as melhores oportunidades fotográficas possíveis. Uma experiência única e inesquecível, sem dúvida alguma. Retorno ao lodge e restante do dia livre para descanso (dependendo da duração do trekking, teremos tempo junto ao fotógrafo para comentarmos as fotos produzidas até o momento, bem como alguns ajustes para o dia seguinte). Pernoite.

DIA 7 | PARQUE NACIONAL BWINDI – GORILA TREKKING

Já mais habituados com a floresta, hoje teremos o nosso segundo encontro com os gorilas, podendo desta vez encontrar uma família diferente. Seguiremos as mesmas regras e orientações do dia anterior. Retorno ao lodge para descanso e pernoite.

DIA 8 | PARQUE NACIONAL BWINDI – ENTEBBE

Pela manhã, sairemos para uma viagem de carro por cerca de 8 horas até Entebbe com parada no caminho para um almoço estilo picnic. Chegada ao hotel em Entebbe, aonde nos reuniremos com o fotógrafo para um comentário final sobre o material produzido. Pernoite.

DIA 9 | ENTEBBE – EMBARQUE

Após o café da manhã, traslado ao aeroporto de Entebbe para embarque com destino ao Brasil.

FIM DOS SERVIÇOS

GALERIA DE FOTOS

Fotos: João Marcos Rosa e Luciano Candisani. Todos os direitos reservados.

MAIS INFORMAÇÕES

   HOSPEDAGEM

ENTEBBE: Lake Victoria Serena Resort ou similar
PARQUE NACIONAL MURCHISON: Paraa Safari Lodge ou similar
PARQUE NACIONAL BWINDI: Trackers Safari Lodge ou similar

INCLUI

  • 08 noites de hospedagem com café da manhã em Entebbe e pensão completa nos demais locais
  • Transporte privativo ao grupo durante toda a viagem
  • Todas as permissões necessárias para realização do roteiro
  • Passagens aéreas entre Murchison e Bwindi com taxas
  • Acompanhamento do fotógrafo João Marcos Rosa com instruções para a parte fotográfica durante todas as saídas, além de orientações sobre edição e tratamento de imagem
  • Seguro viagem April – Plano Max 60 Mundo

NÃO INCLUI

  • Passagens aéreas internacionais
  • Visto (cerca de USD50)
  • Excesso de bagagem no voo interno (franquia de 15kg por pessoa)
  • Early check-in e Late check-out
  • Bebidas durante refeições
  • Equipamento de fotografia
  • Despesas pessoais e gorjetas

OBSERVAÇÕES

  • Os preços estão em dólares americanos (US$) e por pessoa. A conversão para o Real levará em consideração o câmbio turismo no dia do pagamento, conforme cotação do Valor Econômico;
  • Para esta viagem, brasileiros precisam de passaporte com validade mínima de 6 meses a partir da entrada no país, certificado internacional de vacinação contra a febre amarela (a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque) e visto previamente emitido (solicitação online);
  • A permissão para o trekking não garante o avistamento dos gorilas. Por se tratar de animais selvagens em meio a natureza, há circunstâncias que estão fora do nosso controle. Apesar disso, o índice de saídas com avistamento dos gorilas é altíssimo;
  • Recomendamos um preparo físico razoável para o trekking até os gorilas. A caminhada pode ser curta ou longa, em meio a chuva ou forte calor devido a umidade da floresta. A localização dos animais, bem como condições climáticas, podem inviabilizar o trekking e consequentemente o encontro com os gorilas, não havendo reembolso por parte do parque nacional;
  • O roteiro pode sofrer alterações após o início da viagem, devido às condições climáticas e/ou caso o fotógrafo responsável considere necessário.

 

EQUIPAMENTOS RECOMENDADOS

  • Câmera fotográfica
  • Cartões de memória
  • Tripé
  • Lentes de 17mm a 400mm
  • Filtro polarizador
  • Cabo disparador

* Em caso de dúvidas, clique aqui e veja nosso FAQ.

QUER SE INSCREVER OU TEM DÚVIDAS?

PARTE TERRESTRE – VALORES POR PESSOA

POR PESSOA EM ACOMODAÇÃO DUPLA:

US$ 7.890,00*

SUPLEMENTO VOLUNTÁRIO PARA ACOMODAÇÃO INDIVIDUAL: US$ 1.000,00

SINAL EM DEPÓSITO NO MOMENTO DA INSCRIÇÃO: R$ 2.500,00

* Caso o grupo seja fechado e não haja um participante para dividir o quarto duplo, deverá ser pago um suplemento involuntário no valor de US$500,00. Este valor deverá ser pago a vista 72h antes do início dos serviços.

** Para esta viagem há apenas 7 vagas disponíveis e a saída será confirmada somente quando o grupo estiver completo. No momento da inscrição, deverá ser pago um sinal como garantia de inscrição no valor de R$2.500,00 por pessoa, sendo que este sinal não é reembolsável em caso de desistência da viagem e não pode ser utilizado como crédito para outro destino. A confirmação ou não da saída será feita no dia 16/03/2020 ou antes, caso já tenhamos atingido o número necessário de participantes. Confirmando o grupo, o valor será abatido da entrada e caso o mesmo não seja confirmado, o valor será integralmente devolvido.

Voos Internacionais

Chegada a Entebbe no dia 18 de maio com check-in a partir das 14h. Embarque de retorno no dia 26 de maio com check-out as 11:00h. Consulte-nos para cotação e emissão das passagens aéreas.