Patagônia | No rastro dos Pumas

19 ABR - 26 ABR 2020


1 VAGA

Cara a cara com o majestoso felino da Patagônia

É antes mesmo das primeiras luzes da manhã ou quando a noite ameaça chegar que ele costuma aparecer. Sorrateiro, movendo em silêncio a massa muscular de um corpo que chega a medir quase 3 metros e pesar 80 quilos, gosta de circular nestes horários à espreita da caça do dia. E chega a congelar quem porventura encara seu olhar penetrante por alguns segundos. Onça parda, suçuarana, leão da montanha, cougar, leão baio: podem chamar o grande gato selvagem das Américas como quiser. O puma se impõe pela simples presença, e torna inesquecível o momento do ser humano que se depara com ele ao vivo.

Superado o êxtase do encontro em si, cai a ficha da urgência de fotografar um dos maiores felinos do continente aproveitando o mais espetacular cenário que todo amante de natureza sempre sonhou encontrar. As torres colossais que parecem espetadas na neve, nos glaciares, nos lagos e até no fundo do mar do extremo sul das Américas são volta e meia eleitas as paisagens mais bonitas do mundo – e com destaque especial para o Parque Nacional Torres del Paine, no Chile, área em torno da qual acontecem as nossas expedições.

Com foco nestes dois universos arrebatadores – os pumas e o trecho mais cênico da Patagônia –, a viagem exibe uma verdadeira fartura de situações de encher os olhos. Desde o desembarque em El Calafate, a porta de entrada estratégica para acessar nossa região favorita, não faltam glaciares monumentais, picos nevados de 3,5 mil metros de altitude, lagos azul-turquesa e campos floridos em meio às estepes locais.

Os condores andinos, as raposas e os guanacos – parente próximo das lhamas – surgem aqui e ali para compor os cartões-postais sob a luz dramática da Patagônia nesta época do ano e treinar o reflexo. Para o deleite das teleobjetivas, a lista de espécies animais inclui ainda ñandus (aves parecidas com as emas), carcarás de crista, falcões carancho, gansos cauquén, cisnes, flamingos, gambás nariz de porco e até os huemuls, ameaçados de extinção. Uns caçam, outros alimentam filhotes – e nenhum quer ver o puma pela frente.

Mas é o mítico puma, que reina no topo da cadeia alimentar da Patagônia, que os poucos viajantes da região nessa época do ano sonham ver. Nos locais e horários recomendados por nossa experiente equipe de apoio, que inicia a busca e monitoramento dos pumas ainda de madrugada, cada fotógrafo pratica seu poder de antecipação, busca a melhor posição e o ângulo correto para flagrar o bichano em ação. E, diante da agilidade felina, também resta ao ser humano exercitar a reação rápida de realocar a câmera em uma eventual mudança súbita das circunstâncias.

As histórias de quem participou das últimas expedições instigam. E as imagens capturadas são magníficas. Afinal, continham a essência daqueles instantes mágicos dos tão esperados encontros com os pumas – e tendo ao fundo alguns dos cenários mais lindos da Terra.

 

Clique aqui e confira a Galeria completa de fotos

CONFIRA OS VALORES E CONDIÇÕES

João Marcos Rosa

National Geographic

João Marcos Rosa é um fotógrafo brasileiro apaixonado pela cultura e vida selvagem. Jornalista por formação, é um dos sócios fundadores da Nitro Imagens e tem especial talento para contar histórias visuais ligadas à biodiversidade e à conservação ambiental.

Desde 2004 é colaborador da National Geographic Brasil, com imagens também publicadas na edição principal da revista nos EUA, além de Espanha e Alemanha. Seus trabalhos ainda podem ser encontrados em revistas como GEO, BBC Wildlife, Terra Mater e já ilustraram campanhas de conservação para Greenpeace, UNESCO, e WWF.

É autor dos livros Harpia (2010), Arara azul Carajás (2015) e Jardins da Arara de Lear (2017). Entre as exposições realizadas estão “Mormaço na Floresta”, exibido na Galeria dos Povos Indígenas em Brasília em 2008 e “Pássaros Brasileiros”, com exibição no Weltvogelpark, na Alemanha, em 2010. Em 2012 levou para a Fotogaleria a Céu Aberto, em Montevidéu, a exposição “Territórios e Encontros” com imagens de seus documentários sobre a fauna brasileira. Em 2016, a convite do Horniman Museum, em Londres, expôs o trabalho “Fauna Brazil” e, nesse mesmo ano, participou da exposição “Brazlilica”,  do St. George’s Hall, em Liverpool.

Vencedor de diversos prêmios, como o World Bird Photo Contest, Itaú/BBA, New Holland Fotojornalismo e Avistar, João Marcos Rosa também tem fotografias emblemáticas publicadas nos livros “Back from the Brink” (CEMEX, 2017), “A Geography of Hope” (CEMEX, 2106), “Facing Extinction” (Birdlife/T&AD poiser, 2010), entre outros.

Clique aqui e saiba mais sobre o Fotógrafo.

DIA A DIA

LEGENDA

  Café da manhã incluído
  Almoço incluído
  Jantar incluído

DIA 1 | EL CALAFATE

Chegada ao aeroporto de El Calafate. Recepção e traslado ao hotel para check-in. No final do dia, nos reuniremos no lobby do hotel junto ao fotógrafo João Marcos Rosa para um briefing completo sobre o dia a dia da expedição. Noite livre com sugestão de jantar em um dos ótimos restaurantes da cidade.

DIA 2 | EL CALAFATE – CERRO CASTILLO

Pela manhã, seguiremos de carro por cerca de 4 horas até a pequena cidade de Cerro Castillo, do lado chileno da fronteira com a Argentina e próxima da entrada do parque Torres del Paine. Esta será a nossa base pelos próximos dias em busca dos melhores registros de vida selvagem e paisagens da região. Restante do dia livre para os últimos preparativos. Pernoite.

DIAS 3 a 6 | CERRO CASTILLO – TORRES DEL PAINE

Os três próximos dias serão dedicados a busca pelos pumas e toda a rica vida selvagem da Patagônia. Acordaremos sempre bem cedo, antes do nascer do sol. Como estaremos quase no inverno, o sol nasce tarde, nos proporcionando mais tempo de sono.

Enquanto tomamos o café da manhã, nossos guias naturalistas já estarão em campo com o objetivo de localizar os animais. Na sequência, partiremos ao encontro deles, aproveitando o período de maior atividade dos felinos, no início do dia. O fotógrafo, junto com os guias locais, tomarão diariamente as decisões sobre as locações mais adequadas visando os encontros com os pumas, levando em conta alguns fatores importantes, como por exemplo o clima e as condições de luz. A propósito, a luz nesta época do ano é baixa e muito bonita durante todo o dia, o que usualmente nos proporciona boas oportunidades para a produção de excelentes imagens. As cores do outono são mais um componente ideal para a nossa fotografia.

Durante o pôr do sol, a atividade dos pumas se intensifica novamente, retomando a nossa atenção nestes belos animais. O último dia nesta região será dedicado exclusivamente às paisagens espetaculares de Torres del Paine. Em alguns momentos da expedição, o fotógrafo estará disponível para comentar o material produzido até então, com dicas importantes para o melhor aproveitamento na viagem.

DIA 7 | CERRO CASTILLO – EL CALAFATE

Após o café da manhã, pegaremos estrada de volta a cidade de El Calafate, na Argentina. Chegada, check-in e restante do dia livre para atividades individuais.

DIA 8 | EL CALAFATE – EMBARQUE

Dia livre. De acordo com o horário do voo, traslado ao aeroporto de El Calafate, de onde nos despediremos com boas lembranças da rica fauna e das belíssimas paisagens da Patagônia!

FIM DOS SERVIÇOS

GALERIA DE FOTOS

Fotos: Cristiano Xavier e João Marcos Rosa. Todos os Direitos Reservados.

MAIS INFORMAÇÕES

   HOSPEDAGEM

EL CALAFATE: Hotel Patagonia Queen
CERRO CASTILLO: Hotel El Ovejero

INCLUI

  • 7 noites de hospedagem com café da manhã;
  • Traslados de chegada e saída em El Calafate privativos ao grupo nos horários de voos sugeridos na confirmação da saída;
  • Transporte e saídas privativas ao grupo para todas as locações mencionadas no roteiro;
  • Entradas para todas as locações selecionadas, incluindo 3 dias em estância particular com foco na busca pelos pumas;
  • Acompanhamento do fotógrafo João Marcos Rosa durante todas as saídas, com instruções na parte fotográfica conforme objetivo de cada participante;
  • Acompanhamento de guia naturalista local durante as saídas em busca dos pumas;
  • Entradas para o Parque Nacional Torres del Paine;
  • Seguro viagem April – Plano Max 60 Mundo.

NÃO INCLUI

  • Passagens aéreas e taxas de embarque;
  • Traslados de chegada e saída fora dos horários selecionados ao grupo;
  • Early check-in e Late check-out;
  • Equipamento de fotografia;
  • Bebidas e refeições não mencionadas no roteiro;
  • Despesas pessoais e gorjetas.

OBSERVAÇÕES PARA A VIAGEM

  • Esta viagem é destinada a todos os entusiastas da fotografia, de iniciantes a profissionais, não havendo pré-requisito para inscrição, como nível de conhecimento ou equipamento fotográfico. As orientações dos fotógrafos serão feitas de acordo com o objetivo de cada participante;
  • A busca pelos pumas pode exigir caminhadas mais longas e em  terrenos acidentado dependendo da localização dos animais. Portanto, recomenda-se razoável preparo físico para que seja possível participar de todas as atividades;
  • Os preços estão em dólares americanos (US$) e por pessoa. A conversão para o Real levará em consideração o câmbio turismo no dia da confirmação do grupo, conforme cotação do Valor Econômico;
  • A ordem do roteiro pode ser alterada após o início da viagem, devido às condições climáticas e/ou caso o fotógrafo responsável considere necessário.

 EQUIPAMENTOS RECOMENDADOS

  • Câmera fotográfica
  • Cartões de memória
  • Lentes de 17mm a 400mm
  • Tripé
  • Cabo disparador

* Em caso de dúvidas, clique aqui e veja nosso FAQ.

QUER SE INSCREVER OU TEM DÚVIDAS?

PARTE TERRESTRE – VALORES POR PESSOA

POR PESSOA EM ACOMODAÇÃO DUPLA:

US$ 4.790,00*

SUPLEMENTO VOLUNTÁRIO PARA QUARTO INDIVIDUAL: US$ 700,00

DESCONTO AOS 4 PRIMEIROS INSCRITOS: R$ 700,00

DEPÓSITO NO MOMENTO DA INSCRIÇÃO: R$ 2.500,00**

FORMAS DE PAGAMENTO:
  • À vista em depósito/boleto com 5% de desconto
  • 30% de entrada + Saldo em até 4x sem juros no cartão de crédito Visa/Master

 

* Caso o grupo seja fechado e não haja um participante para dividir o quarto duplo, deverá ser pago um suplemento involuntário no valor de US$350,00. Este valor deverá ser pago a vista 72h antes do início dos serviços.

** Esta viagem exige um número mínimo de 7 participantes para que o grupo seja confirmado. No momento da inscrição, deverá ser pago um sinal como garantia no valor de R$2.500,00 por pessoa, intransferível e não reembolsável em caso de desistência da viagem por qualquer razão. A confirmação ou não da saída será feita no dia 15/02/2020 ou antes, caso já tenhamos atingido o número mínimo de participantes. Confirmando o grupo, o valor será abatido da entrada e caso o mesmo não seja confirmado, o valor será integralmente devolvido.

Voos Internacionais

Chegada a El Calafate no dia 19 de abril ou antes. Embarque de retorno ao Brasil a partir de El Calafate no dia 26 de abril. Consulte-nos para cotação e reserva das passagens aéreas.