Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/onelapse/public_html/wp-content/themes/onelapse/single-expedicao.php on line 499

TEREMOS UMA EXPERIÊNCIA FANTÁSTICA NA ISLÂNDIA

Localizada no alto do mapa-mundi, uma terra de bravos, construída por navegadores-guerreiros, a Islândia possui história rica e fascinante.

A segunda maior ilha europeia (depois da Grã-Bretanha), foi descoberta por navegadores escandinavos no século 9. Povoada por esses vikings, que para cá trouxeram seus escravos irlandeses e escoceses, a ilha serviu de trampolim para a exploração de novas terras a oeste. Assim, a Islândia, a terra do gelo, foi a plataforma de ataque para que Eric, o Vermelho, descobrisse a Groenlândia, a terra verde. Posteriormente os colonizadores groenlandeses viriam a chegar em terras que hoje pertencem ao Canadá e, talvez, ao Estados Unidos.

A Islândia e as pequenas ilhas que a circulam — como Surtsey — brotaram do mar por força da poderosas atividade vulcânica que as estremecem constantemente. Vulcões como o impronunciável Eyjafjallajökull, que lançou cinzas por importantes rotas aéreas do norte da Europa, trazem vida e medo aos islandeses. É exatamente esse movimentado ciclo geológico que move a espetacularmente inóspita e selvagem paisagem do país. Mais de 170 piscinas geotérmicas, geleiras, lagos, a bela cascata de Gulfoss e o Parque Nacional Þingvellir (Thingvellir) estão entre as principais atrações, um paraíso para quem curte atividades ao ar-livre e belos panoramas.

Já a capital Reykjavik é ao mesmo tempo calma, bucólica até, mas possui uma vida social e noturna bem agitada, típica das cidades de raiz nórdica. Na hora de comer, além de muitas receitas a base de cordeiro e pescados, como o onipresente bacalhau, poderemos encontrar alguns pratos feitos com carne de baleia. Sim, por questões tanto comerciais como culturais, os islandeses continuam caçando cetáceos para sua alimentação. Carnes embutidas e defumadas, além de alguns queijos, são fontes de proteína importantes que hoje transformam-se em verdadeira delícias culinárias.

Distante da capital, o modo de vida dos islandeses é predominantemente rural, com o cultivo agrícola e criação de animais como as principais atividades. Muitas fazendas podem ser vistas e os cavalos típicos da ilha são muito amigáveis e fotogênicos. Por ser uma ilha, o litoral estará sempre visível e grande parte das imagens incluirão o mar. Na costa sul teremos a oportunidade de ver o nascer e o por do sol vindos do oceano. É comum a ilha estar nublada com apenas uma faixa de céu limpo no horizonte permitindo a entrada da luz, proporcionando um cenário único. A alta latitude faz com que o espetáculo dure mais tempo do que em regiões tropicais.

ver-aurora-boreal

Já a Aurora Boreal é um capítulo a parte. A localização geográfica da Islândia é perfeita para visualizar este fenômeno. Com o clima colaborando, poderemos assistir este show de luzes verdes e vermelhas girando no céu estrelado. Realmente uma experiência pra nunca mais esquecer.

A aurora é um fenômeno global que ocorre predominantemente em ambas as regiões polares, norte (aurora boreal) e sul (aurora australis). O sol, em toda sua magnitude, envia para a Terra materiais por meio dos ventos solares. Isso é contínuo, ou seja, ele não pára de enviar estes materiais em nenhum momento. Mas que materiais são esses? São chamados de ‘plasma solar’ e são formados por prótons, elétrons e neutrinos. É energia pura! Já os ventos que formam a Aurora Boreal são frutos de explosões, rompimento de filamentos ou de movimentações da coroa solar devido à rotação do sol.

Para que seja possível observar a Aurora Boreal, é necessário que tenhamos céu escuro, sem nuvens e, claro, atividade solar. É preciso que ocorra um certo nível de atividade para que seja possível avistar o fenômeno a olho nú, caso contrário as luzes serão captadas somente pelas lentes das câmeras em uma longa exposição, devido à sensibilidade do sensor da câmera à luz.

Clique aqui e confira a Galeria completa de fotos

CONFIRA OS VALORES E CONDIÇÕES

Marco Brotto

Caçador de Auroras Boreais

Que a natureza nos oferece inúmeros espetáculos merecedores de serem registrados por nossas câmeras fotográficas já sabemos. Mas poucos deles se equiparam em termos de beleza à aurora boreal, considerado, com muita razão, um dos fenômenos mais grandiosos e intrigantes. Entender o que são as auroras boreais, como elas se formam na atmosfera, onde e por que aparecem e quais são as melhores técnicas para registrá-las em imagens fotográficas tem sido o desafio do incansável paranaense Marco Brotto.

Nascido em Curitiba, há 47 anos, Marco Brotto estudou História da Arte em Firenze, Itália, além de ter frequentado cursos de Desenho Industrial e Administração de Empresas. Seu início no universo da fotografia ocorreu em 2011, quando comprou sua primeira câmera DSLR, justamente quando viajou ao Alasca para conhecer de perto a aurora boreal pela primeira vez. Ele lembra que estava fotografando o céu, quando, de repente, a aurora começou a aparecer no canto da câmera. Quando olhou para cima, o céu estava completamente verde, num espetáculo lindo e impactante.

Desde então, não parou mais a ponto de ser um dos maiores especialistas brasileiros no assunto. Até janeiro de 2018, Marco calcula já ter visto auroras por mais de 400 noites. Apesar disso, ele conta que a cada segundo e a cada momento, ela se transforma em um espetáculo único, diferente. Por tudo isso, ele foi escolhido para liderar várias expedições da OneLapse rumo ao Hemisfério Norte. Sua paixão pela fotografia, aliada à sua profunda admiração pelas auroras, possibilitou a criação de imagens magníficas, que inclusive ilustraram páginas de revistas renomadas, como as edições impressas da National Geographic publicadas na Espanha, na Itália, no Japão, entre outras. Suas imagens também foram vistas nas principais revistas de fotografia do Brasil, entre outras publicações, como Veja São Paulo e Folha de S. Paulo. Em 2017, expôs na Foto Imagem, considerada a maior exposição de equipamentos fotográficos da América Latina. Ainda em 2017, por meio da embaixada na Noruega no Brasil, o governo do país escandinavo patrocinou uma exposição com fotos de sua autoria em uma feira Viking que acontece anualmente no Clube Pinheiros, em São Paulo. Também vieram ao público fotos suas em exposições coletivas em shoppings centers de Curitiba e no metrô de São Paulo.

Para Marco Brotto, fazer um bom registro de uma aurora requer muita paciência, conhecimento e concentração. É necessário também que temperatura e ventos colaborem, além de estar no lugar certo e na hora certa. Por isso, conhecimento e experiência são fundamentais. Segundo ele, algumas vezes o fenômeno é tão rápido e intenso que o fotógrafo pode até se perder entre contemplar a natureza ou regular a câmera. Profundo conhecedor do assunto, ele revela que poder compartilhar suas experiências, ensinar e aprender com os outros participantes dos grupos é gratificante.

Para ele, independentemente do conhecimento fotográfico de cada membro do grupo que lidera, todos têm um sonho: trazer para a casa as mais impactantes imagens de uma aurora boreal. Ajudar no que for preciso para realizar esse sonho é sua maior recompensa. Por isso, todos os detalhes são pensados para que a experiência seja inesquecível. Tanto Brotto como a OneLapse levam muito a sério questões relativas à segurança e bem-estar, além de estarem totalmente preparados em relação às normas, leis e costumes locais. Outra preocupação da equipe é levar os participantes da expedição a paisagens diferentes para propiciar que o portfólio de cada entusiasta da fotografia seja cada vez mais rico, único e interessante. Afinal, guardar para sempre uma bela imagem das luzes iluminando o céu noturno do Hemisfério Norte é dessas experiências de vida que não têm preço.

Clique aqui e saiba mais sobre o Fotógrafo.

DIA A DIA

LEGENDA

  Café da manhã incluído
  Almoço incluído
  Jantar incluído

DIA 1 | REYKJAVÍK

Chegada a Reykjavík. Restante do dia livre para descanso. A capital mais setentrional do mundo possui cerca de dois terços da população da Islândia, possibilitando roteiros turísticos incríveis em uma ilha quase inexplorada e inabitada. Sua natureza intocada há séculos faz parte de um ecossistema frágil e sua população junto ao governo priorizam esforços para mantê-la em favor da continuidade de um meio ambiente que possa oferecer prosperidade a seus pacatos habitantes.

DIA 2 | REYKJAVÍK

Manhã e tarde livres para atividades individuais. Ao anoitecer sairemos para nossa primeira caçada a Aurora Boreal. Retorno ao hotel e pernoite.

DIA 3 | REYKJAVÍK – JAKULSÁRLÓN

XXX

DIA 4 | JAKULSÁRLÓN

XXX

DIA 5 | JAKULSÁRLÓN – VÍK

XXX

DIA 6 | VÍK

Manhã livre e saída no início da tarde para visitarmos as praias das areias negras de Dyrhólaey e Reynisdrangar. Também faremos uma parada no local onde ocorreu um acidente de avião, uma vista desoladora da antiga aeronave abandonada ao frio ártico e intempéries da região, mas que se tornou um dos cartões postais da ilha (sujeito as condições climáticas). No início da noite, dependendo das condições climáticas, poderemos observar e/ou fotografar a aurora boreal com saída de carro. Retorno ao hotel e pernoite.

DIA 7 | VÍK – GOLDEN CIRCLE – REYKJAVÍK

Manhã livre e saída no início da tarde para visitarmos uma combinação de maravilhas naturais e históricas, percorrendo os pontos turísticos mais icônicos da Islândia em uma incrível jornada. A maravilhosa cachoeira Gullfoss (“Cachoeira Dourada” em islandês), os Gêiseres em atividade expelindo vapores d’agua, o Parque Nacional de Þingvellir (Thingvellir), local onde foi fundado o parlamento Vinking na Ilha com mais de 1000 anos de história, além de observarmos as placas tectônicas da América do Norte se afastando da placa tectônica da Eurásia, formando assim a ilha. Chegada a Reykjavik para check-in. No início da noite, dependendo das condições climáticas, poderemos observar e/ou fotografar a aurora boreal com saída de carro. Retorno ao hotel e pernoite.

DIA 8 | REYKJAVÍK – BLUE LAGOON

Pela manhã, visitaremos a famosa Blue Lagoon, parada obrigatória numa viagem à Islândia. É daqueles lugares que só se encontra naquele país e é extremamente popular entre os islandeses que, de férias e ao fim de semana, levam a família toda a banhar-se nas suas águas quentes (38ºC). A Blue Lagoon é um Spa de alta qualidade e muito bonito, onde se podem fazer diversos tipos de tratamentos. Também há um bar mesmo dentro de água onde pode tomar uma bebida e relaxar numa ótima oportunidade para encerrar a viagem com chave de ouro. Retorno ao hotel e restante do dia livre para atividades individuais.

DIA 9 | REYKJAVÍK – EMBARQUE

Dia livre até o check-out. Hoje nos despediremos com ótimas recordações da nossa expedição.

GALERIA DE FOTOS

Fotos: Todos os Direitos Reservados.

MAIS INFORMAÇÕES

   HOSPEDAGEM

REYKJAVÍK:  Hotel Keahotel Storm ou similar
JAKULSÁRLÓN: Hotel ou similar
VÍK: Hotel Icelandair Vík ou similar

INCLUI

  • 08 noites de hospedagem com café da manhã
  • Transporte por empresa local credenciada pelo governo. Serviço privativo ao grupo durante passeios, entre cidades e saídas para observação da Aurora Boreal conforme roteiro
  • Acompanhamento de guia local/motorista durante os traslados e passeios
  • Acompanhamento do especialista em aurora boreal Marco Brotto e representante OneLapse durante todas as saídas
  • Entradas para todas as locações visitadas conforme roteiro
  • Acompanhamento do especialista e caçador de auroras Marco Brotto
  • Acompanhamento de staff da OneLapse durante todo o roteiro para assistência operacional
  • Instruções para fotografar a Aurora Boreal (observar lista de equipamentos recomendados)
    Seguro viagem April – Plano Europa Max

NÃO INCLUI

  • Passagens aéreas e taxas de embarque (consulte-nos para cotação e emissão dos voos)
  • Traslados de chegada e saída em Reykjavík
  • Early check-in e Late check-out
  • Equipamento de fotografia
  • Almoço e jantar
  • Despesas pessoais e gorjetas

OBSERVAÇÕES DA VIAGEM:

  • Os valores são por pessoa, estão em Dólares Americanos (USD) e serão convertidos ao Real levando em conta a cotação do Dólar Turismo do Valor Econômico no dia do envio do contrato de viagem;
  • Para esta viagem, brasileiros precisam de passaporte com validade mínima de 6 meses a partir da chegada à Islândia. Não é necessário visto para brasileiros;
  • A Aurora Boreal é um fenômeno natural do qual não temos controle e por isso não podemos garantir sua visualização. No entanto, o roteiro foi desenhado para que haja possibilidade de observação do fenômeno durante toda a viagem;
  • Em Reykjavík o check-in será a partir das 14:00h e check-out até as 12:00h;
  • A ordem do roteiro pode ser alterada caso o guia responsável considere necessário, principalmente devido à grande instabilidade do clima na Islândia.

EQUIPAMENTOS RECOMENDADOS PARA FOTOGRAFAR A AURORA BOREAL:

  • Câmera fotográfica com função para longa exposição
  • Tripé
  • Lente grande angular

* Em caso de dúvidas, clique aqui e veja nosso FAQ.

ATENCÃO

Todos os nossos roteiros com foco em Aurora Boreal seguem corretamente a legislação de cada país quanto ao transporte, oferecendo segurança e conforto a todos os participantes. Alguns destinos exigem a contratação de empresas locais credenciadas para este tipo de serviço e o não cumprimento desta regra pode acarretar em graves problemas para o fornecedor e clientes junto as autoridades legais, seguradoras, etc. Recomendamos atentar-se quanto a informalidade das empresas que oferecem produtos similares a preços abaixo do mercado, exigindo a prestação de serviços legalizada.

QUER SE INSCREVER OU TEM DÚVIDAS?

PARTE TERRESTRE – VALORES POR PESSOA

POR PESSOA EM ACOMODAÇÃO DUPLA:

US$4.290,00*

SUPLEMENTO VOLUNTÁRIO PARA QUARTO INDIVIDUAL: US$650,00

DEPÓSITO NO MOMENTO DA INSCRIÇÃO: R$2.500,00**

* Caso o grupo seja fechado e não haja um participante para dividir o quarto duplo, deverá ser pago um suplemento involuntário no valor de US$325,00. Este valor será cobrado em até 72h antes do início dos serviços ou no momento em que as inscrições se encerrarem.

** Esta viagem exige um número mínimo de 10 participantes para que o grupo seja confirmado. O sinal não é reembolsável em caso de desistência da viagem e não pode ser transferido para outro destino. A confirmação ou não da saída será feita no dia 30/11/2017 ou antes, caso já tenhamos atingido o número mínimo de participantes. Confirmando o grupo, o valor do sinal será abatido da entrada e caso o mesmo não seja confirmado, o valor será integralmente devolvido.

Voos Internacionais

A chegada a Reykjavík no dia 22 de janeiro em qualquer horário (check-in no hotel a partir das 14h) e o embarque também em Reykjavík no dia 30 de janeiro em qualquer horário (check-out até o meio dia). Consulte-nos para cotação e emissão das passagens aéreas.